terça-feira, 26 de Agosto de 2014

O MAIS RÁPIDO VELEIRO DO MUNDO DEIXA OS AÇORES A 27 DE AGOSTO

    O MAIS RÁPIDO VELEIRO DO MUNDO DEIXA OS AÇORES A 27 DE AGOSTO

− O MAIS RÁPIDO VELEIRO DO MUNDO, O MAXI-TRIMARAN “SPINDRIFT 2”, LARGA DA HORTA (AÇORES) EM QUALIFICAÇÃO DE 1000 MILHAS DO SKIPPER YANN GUICHARD PARA A ‘ROTA DO RUM’, EM SOLITÁRIO −
A largada do maxi-trimaran "Spindrift 2" da Horta foi adiada, por razões de ordem técnica.
O veleiro chegou a zarpar do porto da ilha do Faial, para o exterior da baía da Horta, esteve duas horas em preparativos para deixar o skipper Yann Ghichard a solo, mas regressou à Marina, ao que parece devido a problemas na roda de leme.
Se as dificuldades forem ultrapassadas em tempo útil, este iate único, recordista de velocidade nos mares, deixa aos Açores na quarta-feira, 27 de agosto.




O mais rápido veleiro do mundo – e simultaneamente o maior trimaran existente –, “Spindrift 2”, largou na tarde desta terça-feira da Marina da Horta (Açores) com o skipper Yann Guichard em navegação solitária rumo a França, no âmbito da sua qualificação para a próxima edição da ‘Rota do Rum’.
Com 40 metros de comprimento e 23 de largura, construído em fibra de carbono, o “Spindrift 2” fez uma stop-over de cerca de 50 horas na ilha do Faial, para desembarque de cinco dos tripulantes, reparações num dos lemes dos flutuadores, que se havia quebrado após colisão na última sexta-feira com um contentor à deriva no Atlântico Norte e para descanso da equipa.
Este singular veleiro, com 47 metros de altura de mastro e entre 713 e 1050 m2 de área vélica, foi lançado à água em 2008, em Lorient (França), sob a denominação “Banque Populaire V” e até 2013 alcançou seis recordes de velocidade no mar, dos quais os mais destacados são a travessia do Atlântico Norte (em 2009), entre Nova Iorque e o Cabo Lizard, no sudoeste de Inglaterra (2921 milhas náuticas percorridas em 3 dias, 15 horas, 25 minutos e 48 segundos) e a volta ao mundo para equipas, sem escalas e sem assistência (21.760 milhas, ou seja, 40.300 quilómetros, concluídos em 45 dias, 13 horas, 42 minutos e 53 segundos), feito que lhe permitiu conquistar o «Troféu Júlio Verne», batendo, em 2012, por cerca de três dias, o recorde anterior do “Groupama 3”, também trimaran, que datava do ano de 2010.

Com a denominação inicial este maxi-trimaran também fixou em 908,2 milhas náuticas (1682 km) o recorde de distância máxima percorrida em 24 horas, o que foi conseguido a uma média de 37,84 milhas náuticas/hora (com picos de 47,17 nós!), enquanto já como “Spindrift 2” viu homologado, em novembro de 2013, o recorde de travessia entre Cádiz, Espanha, e Salvador da Baía, Brasil, no tempo de 6 dias, 14 horas, 29 minutos e 21 segundos.
Agora Yann Guichard, skipper da embarcação há cerca de um ano e meio, prepara-se para participar na afamada ‘La Route du Rhum’, que larga de Saint-Malo, França, rumo a Pointe-à-Pitre, Guadalupe, Antilhas Francesas, a 2 de novembro próximo, numa competição transatlântica quadrienal para navegadores solitários, que se realiza ininterruptamente desde 1978.
Na sua paragem destes dias no porto da Horta o “Spindrift 2” mudou o leme do flutuador de estibordo, uma peça de 3,5 metros de comprimento que foi transportada de Vannes, França, para os Açores num avião propositadamente deslocado para o arquipélago para acorrer a esta avaria do maxi-trimaran, ocorrência que também fez viajar às ilhas um staff de apoio de uma dezena de técnicos e outros colaboradores daquela ‘racing-team’.
Reconhecida internacionalmente como escala obrigatória nas travessias de iates no Oceano Atlântico Norte, no sentido oeste/leste (Caraíbas/Europa), e com uma frequência, todos os anos, de mais de 1000 veleiros envolvidos em grandes aventuras de alto-mar, a Marina da Horta teve por dois dias no seu cais principal aquele que terá sido o mais destacado visitante desde a inauguração da infraestrutura, em 1986. O “Spindrift 2”, comandado pelo navegador Yann Guichard, já voltou, entretanto, às ondas e aos ventos...

domingo, 20 de Julho de 2014

Regata internacional Les Sables/Les Açores/Les Sables



ITALIANOS DOMINAM A REGATA E
CONQUISTAM AS DUAS POSIÇÕES CIMEIRAS



O italiano Giancarlo Pedote, com o veleiro “Prysmian”, venceu, com o tempo de 6 dias, 22 horas, 53 minutos e 30 segundos, a primeira etapa da regata de vela da Classe Mini 6.50 Les Sables / Les Açores (Horta) / Les Sables (www.lessables-lesacores.com), que começou a concluir-se este domingo, 27 de julho, na ilha do Faial, para as primeiras embarcações da frota.

videoA segunda posição, mas com uma diferença em relação ao melhor superior a 8 horas, foi conquistada pelo também transalpino Michele Zambelli, no iate “Fontanot”, que completou as primeiras 1270 milhas da competição com o tempo de percurso de 7 dias, 06 horas, 56 minutos e 00 segundos.


Ao início da noite deste domingo eram aguardados ainda mais seis velejadores na meta, sendo o melhor na aproximação ao arquipélago dos Açores o gaulês Nicolas Boidevezi, com o veleiro “Señor Blue”, que assim completava o domínio das embarcações protótipos sobre os iates de construção de série.
Na categoria de série previa-se uma disputa quase ao sprint entre o francês Damien Audrain (“EPC – Rêves de Clown”) e o belga Jonas Gerkens (“Netwerk”), enquanto o gaulês Francois Jambou (“Kairos”) se achava separado daquela dupla, à altura, por apenas 13 milhas náuticas.
A presente edição da regata Les Sables / Les Açores / Les Sables, destinada a veleiros minúsculos, de apenas 6,5 metros, tinha à partida de França 33 velejadores solitários em prova, mas um dos principais favoritos, o francês Davy Beaudart (com a embarcação “Cultisol”, um protótipo de proa arredondada, inovadora, tal como a do “Prysmian”), que chegou a liderar o pelotão, teve de desistir, depois de ter quebrado o mastro, quando navegava a pouco mais de 280 milhas da linha de chegada.
Os dois primeiros skippers a arribar aos Açores já haviam participado na última edição da Les Sables / Les Açores / Les Sables, disputada em 2012, tendo sido na ocasião, respetivamente 4.º e 8.º classificados, desempenhos que agora foram substancialmente melhorados.
Giancarlo Pedote havia sido, entretanto, em 2013, segundo classificado na MiniTransat (travessia do Atlântico, entre Douarnenez e Pointe-à-Pitre, na ilha de Guadalupe, Caraíbas, para navegadores ministas), tendo em 2014 triunfado em todas as quatro regatas que disputou. O compatriota Michele Zambelli traz no currículo, por seu lado, duas vitórias no Campeonato Italiano da Classe Mini 6.50, alcançadas em 2011 e 2012. 
Recorde-se que a Les Sables / Les Açores / Les Sables faz parte do calendário oficial da Federação Francesa de Vela, integrando agora, pela primeira vez, o Campeonato de França para Regatas de Alto Mar em Solitário, na Classe Mini, e é organização do Sports Nautiques Sablais, em conjunto com a Associação Classe Mini e a Municipalidade de Sables d’Olonne, contando com o apoio, no arquipélago dos Açores, da denominada Comissão Náutica Municipal da Horta.







A primeira etapa da regata de vela da Classe Mini 6.50 Les Sables / Les Açores (Horta) / Les Sables, que largou no passado domingo, 20 de julho, da costa atlântica de França conclui-se este domingo, dia 27, na ilha do Faial, apresentando-se na liderança da competição os dois únicos velejadores italianos integrados na frota. Para Giancarlo Pedote, com o veleiro “Prysmian”, chegou à baía da Horta poucos minutos das dez da manhã,
Para Giancarlo Pedote, com o veleiro “Prysmian”, chegou à baía da Horta poucos minutos das dez da manhã.

Em face da vantagem de cerca de 70 milhas náuticas que detém sobre o compatriota Michele Zambelli, no iate “Fontanot”.



video 
Ouça as palavras do primeiro velejador uma entrevista conduzida por Roland Marques e Luís Carlos Prieto para o desporto na ilha azul.

Em terceiro, na aproximação ao arquipélago dos Açores, situava-se ao final da tarde de sábado o gaulês Nicolas Boidevezi, com o veleiro “Señor Blue”, que assim completava o domínio das embarcações protótipos sobre os iates de   construção de série.



       A rádio ANTENA NOVE emite diariamente por volta das 10 horas e 30 minutos um programa sobre a, regata internacional Les Sables/Les Açores/Les Sables , DR Luís Carlos Prieto fez o resumo da regata, clique para ouvir. (som cedido pela rádio ANTENA NOVE).







  Domingo 20-07-2014 a largada da regata

A largada da 5ª edição da Regata internacional Les Sables/Les Açores/Les Sables aconteceu este domingo, dia 20, (mais precisamente pelas 13h02, mais 2 horas do que nos Açores) da cidade francesa de Les Sables d’Olonne com destino à cidade da Horta, na ilha do Faial. Trata-se de uma prova para navegadores solitários, que inclui um percurso de 2540 milhas náuticas no total das 2 etapas (1270 milhas em cada etapa). Faz parte do Campeonato de França da Classe Mini 6,5 metros (embarcações com 6,5 metros) e é a maior regata do circuito Mini, depois da Mini-Transat. Nesta competição estão inscritos 33 barcos, sendo 10 na categoria Protótipos e 23 na categoria de Série.
Estima-se que os skippers cheguem à cidade da Horta no fim deste mês/princípio de Agosto.

A largada da 2ª etapa – Les Açores/Les Sables – está marcada para o dia 5 de Agosto próximo, sendo Denis Hugues o Director de Prova.

Recorde-se que esta Regata se realiza de 2 em anos, acontecendo nos anos pares. Nos anos ímpares, realiza-se a Regata Les Sables/Horta/Les Sables, destinada a embarcações da Classe 40 (veleiros com 12 metros de comprimento).

  Ponto de situação as 21 horas de domingo 20 de julho de 2014.